Notícia

Características de um Bom Supervisor

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dentro do cenário da segurança privada, as características de um bom supervisor são determinantes na qualidade dos serviços prestados, assim como para a integridade física e patrimonial das pessoas e instituições que os contratam.

O processo de formação desse profissional envolve a seleção, capacitação e reciclagens para atualização constante das técnicas de segurança e defesa, manuseio de armamentos e procedimentos necessários ao bom desempenho da profissão.

Para ser um supervisor é preciso reunir uma série de requisitos que lhe capacitarão a ser selecionado nos cursos de formação. Assim, posteriormente você poderá tentar uma vaga nas empresas especializadas e ter pela frente um mercado repleto de oportunidades.

Confira aqui as 9 características essenciais para que você seja um profissional de segurança privada de sucesso, e entenda a importância da capacitação para alcançar esse objetivo.

 

Quais as principais características de um bom Supervisor?

 

Começaremos pelas qualidades que fazem um profissional se destacar nessa área. Vamos a elas:

  1. Apresentação pessoal

Considerando seu posicionamento dentro das empresas que o contratam, o supervisor deve, necessariamente, ter boa apresentação pessoal, pois em alguns casos ele é o primeiro contato com os visitantes. Fica, assim, a primeira e melhor impressão desses em relação à empresa.

Obviamente que isso não significa ser um modelo de beleza, mas o profissional deve se habituar a ter cuidados com limpeza e higiene, estar com a barba sempre bem-feita, com cabelos cortados e penteados. No caso das mulheres, os cabelos deverão estar presos.

O supervisor deve cuidar para se apresentar sempre com o uniforme correto e limpo.

Assim como a apresentação pessoal, a postura é fundamental. O que se espera de um supervisor é que ele esteja sempre alerta e pronto para agir em função da segurança da instituição para a qual trabalha e das pessoas que por lá transitam.

 

  1. Discrição e sigilo

Esse profissional deve ser capaz de manter sigilo e agir de forma discreta. Em algumas situações ele trabalha na segurança de instituições financeiras, mas pode também atuar em escolta armada, transporte de valores, segurança pessoal e outros serviços.

Independentemente de onde for trabalhar, o supervisor deve manter uma postura discreta. Em alguns momentos é necessário aparecer de forma ostensiva para inibir a ação de criminosos, mas até mesmo essas aparições devem ser feitas considerando todos os protocolos de segurança.

 

  1. Imparcialidade

Em paralelo às atividades de segurança, o supervisor atua na orientação e organização de visitantes de todos os órgãos públicos e privados. Portanto, a imparcialidade é uma característica primordial.

Seja quem for, o supervisor deve cumprir as ordens na íntegra, sem qualquer preocupação de se tratar de uma autoridade, diretor ou cliente comum. A urbanidade no trato da segurança é um fator fundamental, se aliando à imparcialidade.

Manter-se imparcial e impassível diante de uma situação de estresse, em seu local de trabalho, é uma prova para seu profissionalismo. Mas o bom supervisor sabe separar questões profissionais de tratamentos pessoais, desde que não faltem o respeito e a ética.

 

  1. Cordialidade

Lidar com o público exige que o profissional supervisor mostre cordialidade o tempo todo. E o que os cursos especializados desenvolvem no profissional da segurança privada é justamente a capacidade de ser cordial sem parecer “mole” e descuidado.

A cordialidade é obrigação de todos os profissionais e pessoas, dentro e fora do ambiente de trabalho. Porém, especialmente o supervisor deve mostrar essa característica sem perder a postura profissional que transmite o respeito e a confiabilidade necessária ao exercício da atividade.

 

  1. Coragem

Não poderíamos listar as características de um bom supervisor e deixar de fora a mais marcante de todas: a coragem.

O profissional precisa ser corajoso para enfrentar uma situação crítica, de perigo, mas também para assistir a uma pessoa em situação de emergência hospitalar, antes do atendimento adequado por especialistas da área de saúde.

A coragem pode ser traduzida como disposição constante para fazer o que deve ser feito, na hora e locais certos. Esse profissional deve estar sempre pronto e disposto a executar seu trabalho e cumprir as tarefas designadas a ele.

Em locais onde seja necessária uma ronda, por exemplo, em lugares ermos ou sabidamente perigosos, além dos procedimentos de segurança, a coragem é essencial.

 

  1. Bom senso

A capacidade de discernir entre o certo, o errado e o aplicável à situação, pode ser uma boa definição para essa qualidade.

Dentre as características de um bom supervisor, essa é a que mais chama a atenção. O supervisor que desenvolve o critério de julgamento das situações (por mais críticas que pareçam) e consegue agir com sabedoria no momento exato, pode ser considerado um profissional dotado de bom senso.

Às vezes, o bom senso orienta a não agir. Em situações não tão críticas, uma demonstração dessa capacidade é aguardar o momento certo de agir, ou mesmo deixar que outra pessoa mais ligada à circunstância venha a controlar a situação.

 

  1. Disciplina

Disciplina é inerente à pessoa que deseja trabalhar com segurança, especialmente como supervisor. Não se pode negligenciar prazos e horários, pois as questões de segurança envolvem vidas humanas e patrimônio de empresas que sustentam outros milhares de vidas humanas.

É inadmissível a falha em uma ronda de segurança, com pontos específicos de checagem e marcação de presença. Também não se tolera negligência em uma vistoria — pessoal ou veicular — quando os serviços envolvem itens valiosos da empresa.

É a disciplina que motiva o supervisor a estar no posto de trabalho antes do horário, uniformizado e preparado para o serviço, assim como a executar com precisão e profissionalismo todas as suas tarefas.

 

  1. Atualização constante

Aqueles que intentam contra a segurança de pessoas e organizações não têm hora para dormir ou descansar. Estão em constante ócio, procurando novas maneiras de cometer atos ilícitos. A escola de formação de segurança prioriza o curso de formação, os cursos de extensão e as reciclagens.

É importante se atualizar constantemente também em relação a novas técnicas de defesa pessoal, primeiros socorros e normas específicas do local de trabalho.

Você quer desenvolver um trabalho de qualidade nessa área? Então não pare no tempo!

 

  1. Atenção seletiva

A atenção seletiva é a capacidade do cérebro que permite desconsiderar informações irrelevantes, e armazenar apenas as que são importantes, dependendo dos critérios que a mente determinar.

Com essa capacidade, o supervisor consegue definir um perfil específico com o qual deve se ocupar, de forma que o cérebro mantenha o foco naquele perfil.

Ao agir assim, o profissional tem mais chances de desempenhar um bom trabalho. Ele vai se concentrar nas informações relevantes que o cenário lhe oferece, com menores possibilidades de dispersão.

As características de um bom supervisor vão lhe assegurar um emprego estável em um segmento que continua a crescer à medida que os problemas com segurança aumentam. Além disso, farão de você uma pessoa melhor, com mais foco e habilidades especiais.

Qual a importância da capacitação para se tornar um bom supervisor?

A capacitação profissional é um importante aliado, juntamente com o desenvolvimento contínuo e o aperfeiçoamento das melhores características de um bom supervisor.

Não é difícil compreender o quanto é essencial para a execução do trabalho de forma eficiente e segura, já que a supervisão tem suas próprias peculiaridades que interferem diretamente nas competências profissionais.

Por exemplo, como falamos, o bom senso é crucial durante a jornada de trabalho. Por mais que essa pareça uma habilidade inata, própria da pessoa, é possível aprender como desenvolvê-la em bons cursos de formação.

Nesses locais, os professores ensinam seus alunos quais são as situações mais comuns do dia a dia de um segurança que envolvem decisões importantes nesse aspecto, e quais são as melhores soluções para elas.

 

Confira os principais pontos que mostram por que vale a pena investir em uma capacitação de qualidade:

 

Se destacar dos concorrentes

 

Por ser um mercado aquecido, principalmente com a necessidade cada vez maior de prevenir ações criminosas e proteger patrimônios empresariais, pessoas que querem voltar ao mercado de trabalho tendem a recorrer à área de supervisão para terem uma renda mensal melhor.

Isso gera um movimento interessante: ao mesmo tempo em que crescem o número de vagas, há também um maior número de candidatos interessados em entrar na área, o que torna a disputa por empregos mais acirrada.

Por isso, investir em um curso de formação é uma decisão certeira. Em um processo seletivo, a qualidade do seu aprendizado será um diferencial importante e vai lhe colocar na frente. Assim, a sua busca por um novo emprego poderá ser bem-sucedida.

 

Exercer suas atividades com responsabilidade

 

Uma boa formação ensina os futuros supervisores a operarem com responsabilidade e competência no dia a dia. Lembre-se sempre de que essa é uma profissão delicada, pois envolve não só a proteção de bens e patrimônios de alto valor, mas também a manutenção da segurança das pessoas à sua volta.

No curso, os alunos em formação aprendem as melhores técnicas, bem como são conscientizados a respeito das consequências de um trabalho feito sem bom senso, responsabilidade e expertise.

Outra vantagem é que o profissional se torna mais seguro durante o dia a dia, uma vez que tem consciência de que domina os aspectos mais importantes das suas funções cotidianas.

Conseguir empregos que exijam profissionais mais completos

A área de supervisão é extensa e tem oportunidades para os mais diferentes tipos de profissionais. É claro que as melhores vagas, com melhor remuneração, ficam com aqueles que são mais completos em suas formações, ou mais experientes.

E não é para menos, já que normalmente se trata de situações mais complexas e que exigem ações profissionais mais seguras, realizadas por aqueles que saibam lidar com situações mais complicadas ou que demandam maior preparo.

Por exemplo, trabalhar com supervisão em grandes eventos requer maiores cuidados. Como tem mais gente no local, em caso de problemas: há uma chance maior de acidentes e danos graves a outras pessoas; os cuidados de segurança precisam ser redobrados; fica mais difícil de observar todos os detalhes, e por aí vai.

Quando o supervisor tem uma formação sólida — o que inclui tanto o investimento nos cursos de formação quanto em especializações —, potencializa as chances de conseguir oportunidades nesse tipo de situação, por ser mais preparado do que os demais concorrentes.

O resultado? Trabalhos com melhores salários e oportunidade de se destacar no mercado de trabalho.

 

Ter maior segurança na execução de suas funções

 

Pense em uma pessoa que está começando a dirigir. Na primeira vez que ela pega em um volante, é natural que sinta uma grande insegurança, até porque ela não sabe o que está fazendo. Mas as coisas mudam, não é mesmo?

Isso ocorre porque, com o tempo e a experiência, ela adquiriu novos conhecimentos, aprendeu com tentativas e erros e, assim, conseguiu ao longo do tempo se sentir mais segura enquanto dirige. A ação passa a ser feita com muita naturalidade, quase “no automático”.

O mesmo acontece com a execução do trabalho na área de segurança. Os primeiros dias são delicados, principalmente devido à inexperiência com armas de fogo e situações de risco. Mas, com o tempo, a experiência auxilia no processo.

Essa segurança pode ser potencializada por meio de bons cursos de formação e especialização. Quanto mais conhecimento e domínio você tem da sua profissão, maior segurança terá no seu dia a dia e conquistará uma maior autonomia na execução das tarefas.

Isso rende não só um profissional mais produtivo e efetivo, mas também uma diminuição do estresse na rotina de trabalho. Uma vez consciente do que deve ser feito em caso de problemas, o supervisor saberá como evitar acidentes e condutas inadequadas que coloquem em risco tanto ele como as pessoas ao seu redor.

 

Aumentar a motivação

 

A atualização do conhecimento faz as pessoas se motivarem mais na execução das suas atividades, pois a tendência é que queiram colocar logo os novos conhecimentos em prática. Além disso, elas renovam aquilo que já sabiam, mas que haviam esquecido.

Por isso que investir em cursos além da formação básica é tão vantajoso. Você recicla os conhecimentos que adquiriu no início da profissão e se torna um profissional melhor e mais seguro em suas atividades.

Porém, para que todos os benefícios acima funcionem adequadamente, procure por cursos de qualidade, com bons professores e que sejam devidamente reconhecidos no mercado.

Também não deixe de investir no desenvolvimento pessoal para se tornar um supervisor diferenciado. Dessa maneira, poderá se destacar no mercado, conquistar novas oportunidades de emprego que sejam mais interessantes e rentáveis, e melhorar a sua qualidade de vida a longo prazo.

Afinal, quem não quer conquistar uma vida melhor, mais feliz, com menos estresse, e maior reconhecimento na carreira? Isso é possível por meio da união (e do equilíbrio) entre esses dois pontos.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhar

Deixe um Comentário